+5551991778478

©2020 por Blog do Carlos.
Powered by Wix.com

Um pouco da minha história

Bem, como deve ter ficado óbvio, me chamo Carlos :P, nesse exato momento em que escrevo tenho 24 anos.

Descreverei de forma cronológica "a estrada até aqui" de uma forma resumida, eventualmente irei voltar no tempo e postar para contar algo que eu julgue ter algum valor.

Ah é, os nomes estão trocados ou abreviados, para evitar vínculos e uso de imagem não autorizada, vamos lá!


Ano 1995 - 2002

Eu nasci e me criei em um ambiente inclinado a cultura cristã, meu pai sempre teve consigo a ideia da Trindade e os princípios bíblicos na base de suas decisões, enquanto minha mãe sempre foi uma pessoa neutra quanto a questões espirituais/religiosas, uma esposa dedicada, que ama seus filhos meio que acima de tudo.


Posso dizer que tive uma infância tranquilo, bem, até meus 6 anos de idade me lembro de bem poucas coisas, de assistir televisão e brincar com alguns bonecos, etc..


Ano 2003:

Aos 7 anos lembro de algumas aulas na pré-escola em 2003, nada significativo, mas existe um período em branco, somente com alguns flashs de memória entre meus 7 e 11 anos..


Ano 2006:

Lembro apenas que foi nesse ano que tive vontade de agredir alguém (Coisas de adolescentes haha), mas como eu tinha desvantagem física, não avançar foi o mais adequado :P.

Nesse ano conheci o Ed, tinha cerca de 30 anos, um vizinho que morava aqui perto de casa, não sei por qual motivo, mas eu me tornei seu "aprendiz" haha eu andava com ele para todos os lados, observando sua forma de agir e como ele lidava com as "adversidades", foi de muito conhecimento, nesse período aprendi como funcionava a arte da intimidação e persuasão, como o olhar pode influenciar as pessoas, movimentos de defesa pessoal e também infelizmente observei ele se destruir (em 2011).


Ano 2007:

No primeiro dia de aula, um colega decidiu que eu seria seu "alvo" para mostrar sua superioridade - o ano começou muito mal - eu ainda estava "verde" sobre intimidação e tentei reagir no momento errado, não convenci e virei alvo fixo pelo resto do ano até abril de 2008, talvez em virtude disso eu passava mais tempo em casa jogando vídeo games do que indo para a escola, porem realizei todas as provas, com notas superiores a 8,5... Eu descobri nesse ano que frequência reprovava também. D:


Ano 2008:

Esse ano começou tão ruim quanto 2007, pois aquele que atormentava minha vida também havia sido reprovado.

Bem, nesse ano, como devem se lembrar, existiam os chamados "bondes" (grupos de adolescentes que se reuniam por território e exibicionismo).

Em abril de 2008, o grupo que dominava perto da minha casa cercou a escola, estavam atrás de uma pessoa que estudava lá e que havia os desafiado.. Bem, eu usei deste evento e me autodeclarei membro do grupo durante o evento - não foi difícil - como eu conhecia os envolvidos, só precisei cumprimentar alguns deles para dar autenticidade a minha falsa afirmação. Após isso, tive paz.

*Não posso deixar de citar que só conheci a XX, pessoa por quem fui apaixonado de 2008 até 2015 (uma paixão totalmente platônica) em virtude de eu ter reprovado em 2007.


Ano 2010:

Meu primeiro ano em uma escola "grande".

Muitos colegas eram da antiga escola, então eu pude manter a falsa participação no grupo citado acima bem viva, isso foi útil, pois agora eu estava carregando comigo o talento de intimidar potenciais agressores, sempre acabei com as potenciais brigas durante a fase verbal. Alguns colegas "menos favorecidos" dessa skill se aproximaram de mim, como uma forma de "segurança", por mim tudo bem.

Nesse ano também conheci "as três amigas" gurias incríveis, que mudaram totalmente minha forma de pensar, confesso que eu ia nas aulas chatas só para ficar conversando com elas :P, uma pena que no fim do ano nós 4 nos dividimos.

Ah, lembram do maluco que pegava no meu pé em 2008? Então, nesse ano ele conheceu as drogas.. Infelizmente :/ ... Isso ainda hoje me faz refletir que não precisamos contra-atacar quem nos ataca com más intenções, a energia de baixo nível os consumirá naturalmente.. Uma pena não ter sido possível reverter isso em tempo e tê-lo salvo.

Não posso deixar de falar sobre o melhor professor que já tive, o P,no quesito de experiência de vida, graças a ele, tive expertise para evitar muitos erros na vida.


Ano 2011:

Lembram do Ed que citei acima? Bem, esse foi o último ano dele.. Com a queda dele eu aprendi que mais importante do que poder e persuasão é ser bem visto.

Nesse ano eu estava sozinho novamente(o Ed já era, e os colegas seguiram outros caminhos), mas dessa vez eu tinha uma visão positiva e mais aberta para socialização. Fiz rapidamente alguns amigo(a)s, basicamente escolhi a elite do conhecimento da sala de aula, eramos 4 e seguimos até 2012... Essa escolha de me unir com os "melhores" alunos se deu pois eu precisava reverter a visão que os professores tinham sobre mim (de alguém fechado e potencialmente agressivo) para uma visão de dedicação e esforço.


Ano 2012:

Consegui reverter a forma como eu era visto, me tornei uma referência dentro das turmas, porem, nesse ano, aquela paixão de 2008 começou a ter influencia sobre minhas decisões, no começo eu simplesmente ignorei e foquei nos estudos e em jogos online (sim, de 2011 até 2013 eu alternava entre estudar e jogar, mantendo boas notas).

Nesse ano, durante as aulas de filosofia, tive o insight que mudou a minha vida, com as três perguntas de Socrates adaptadas para o "EU", que foram "O que somos?", "Como somos?" e "Para que somos?".

O professor que ministrou essa aula, hoje já não esta nesse plano. Mas sou grato a ele por ter me feito "sair da caverna", mesmo que eu só fosse perceber isso de verdade em 2018.


Ano 2013:

Nesse ano eu já não estava ligando muito para os jogos, eu estava muito interessado na XX, e ela era uma referência na escola.. Eu precisava elevar meu padrão ainda mais do que já tinha, precisava me fazer notar (infelizmente na época eu não percebi que isso não importava, hoje vejo que fui um idiota, vida que segue kkk).

Aqui vale uma observação: Eu só entrei no mundo da TI por causa dela... Como assim? Eu explico, foi nesse ano que o governo colocou força no programa PRONATEC (Programa de cursos técnicos gratuitos), eu não tinha o menor interesse em fazer algum deles, mas ela foi e pegou uma ficha... Droga - pensei - eu preciso ir também :P.

O Curso que mais me chamou a atenção foi o de Informática, a outra opção era administração.. E bem, ficaria muito na cara.

No resumo da opera, eu entrei no curso na esperança de poder ter como me aproximar, mas aconteceu que ela foi para outra unidade (bem longe), devido a um erro de matrícula rs. Daí em diante eu comecei a estudar TI, até hoje '='.


Ano 2014:

Metade desse ano letivo eu realizei no turno da manhã, foi nesse ano que aprendi o que é a dor da rejeição efetivamente, foi um impacto forte, no qual eu me obriguei a trocar o turno de estudos para a noite, foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado, pois as pessoas que estudavam a noite, eram pessoas mais maduras (nem todas rs), que estavam chegando do trabalho em sua maioria, foi um ambiente bem melhor para concluir o ensino médio.

Ah, nesse ano também me formei como Técnico em informática :P


Nesse primeiro momento é isso galera, esta ai um pouco da minha história, eu deixei de fora minha vida dentro dos jogos, alguns acontecimentos sem tanta relevância agora e algumas outras coisitas, mas conforme eu for lembrando e considerando importante, irei postando :P.


Gratidão!

2 visualizações